3 de fevereiro de 2010

american coverlet e a colcha portuguesa

A capacidade que os norte-americanos têm de admirar e perservar o seu património não cessa de me surpreender. É claro que daí até à capacidade de tornar esse património, e o culto do mesmo, num produto comercial vai um passo muito curto para eles.
É o que acontece, por exemplo, com as colchas tecidas por toda a América do norte, desde o tempo dos colonos até finais do século XIX. Estas colchas têm um fundo ou base feita em linho ou algodão, e motivos em relevo, coloridos, em lã, sendo, frequentemente, datadas, contendo a identificação dos estado de origem.
 
  
 
O National Museum of the American Coverlet dedica-se exclusivamente a preservar a expor este património.

Para que o passado se torne presente, o Museu, em colaboração com uma produtora têxtil, decidiu fazer uma linha de tecidos inspirada na estética destas colchas:
Como os livros não se incluem na decisão de contensão aplicada aos tecidos, já tenho este na mira, para aprender um pouco mais sobre este assunto:
 Fiquei a pensar nas lindíssimas colchas portuguesas, tão esquecidas que já nem se vêm às janelas, nas procissões:
 

2 de fevereiro de 2010

retalhos

Arrumados todos os meus tecidos no novo espaço que lhes destinei, percebi a verdadeira dimensão dos excessos que venho cometendo... é tão difícil resistir-lhes! Decidi, então, fazer do meu blog a minha prateleira, já que em casa não resta mais espaço. Aqui mostro dois dos meus recentes preferidos, de uma das minhas designers favoritas:

interiores

Bela reportagem fotográfica na Máxima Interiores, com vários objectos e ideias que bem poderiam fazer parte da minha wish list... É a casa em Lisboa do editor da loja de tecidos Gastón y Daniela, vale a pena visitar: