29 de julho de 2009

16 de julho de 2009

Um sábado em Peniche



O mergulhador que fez as delícias dos meninos:
Velocidade escolhida:

Ficaram por fotografar os dois lindos saquinhos sépia, em rede de pesca feita à mão, que comprei e só depois me disseram que servem para encher com caracóis, pendurar ao Sol, e esperar que larguem toda a baba para serem cozinhados. Muito úteis.

7 de julho de 2009

William Morris


Ainda nas minhas investigações sobre Carl Larsson, fiquei a saber que tanto ele como a mulher, Karin, foram muito influênciados pelo movimento arts & crafts britânico impulsionado e protagonizado, entre outros, por William Morris. Alguns exemplos, aqui. Adoro!

6 de julho de 2009

Lápis de sabão


Têm feito furor entre os meus filhos, nesta época do ano em que os banhos são, consentidamente, muito longos...
"eu num jardim"

"A televisão do Avô G., o Avô G. a ver televisão, a Avó B. a ver o Avô G. a ver televisão"

"eu, o Papá, a roupinha dele, e a Francisca"

Carl Larsson

Recentemente descobri-o e ainda não consegui deixar de vê-lo, ler o que sobre ele se escreveu e até já andei à procura de voos para a Suécia... Encontro reunidas na obra dele das coisas que mais me apaixonam: representações de interiores de casa e de cenas da vida familiar e doméstica, a estética da transição do século XIX para o século XX, presente nos têxteis, nos quadros pendurados na parede, nas pregadeiras nos vestidos, nos móveis, nos arranjos das flores nas jarras... a representação maravilhosa do quotidiano da infância dos seus filhos, os brinquedos, os vestidinhos, a doçura das travessuras, os momentos de estudo, as festas de aniverário, os Natais... a ternura com que retrata a sua mulher (também ela pintora e um nome importante no design têxtil sueco)...


Este encantamento acontece-me, precisamente, numa altura em que ando em busca da fórmula mágica para colocar o piano, que já vem a caminho, no quarto da Francisca, e conciliá-lo funcional e esteticamente com os outros objectos necessários às outras actividades a que se dedica no mesmo espaço, à brincadeira, ao estudo, ao descanso... Nenhuma revista de decoração me inspirou como as aguarelas de Larsson. Sei que voltarei a ele, aqui, em breve.


Site oficial de Carl Larsson