26 de abril de 2011

... Lázaro, Ramos, Páscoa estamos

De domingo de Ramos para domingo de Páscoa, os campos minhotos, acabados de arar e semear, brotaram numa sinfonia de verdes.
Embora tenha passado boa parte da minha infância em contacto com a natureza e com os ciclos da produção agrícola continuo a achar surpreendente a rapidez com que a terra-mãe dá sinais do fruto do trabalho do homem, numa semana apenas, com a ajuda da boa chuva e de temperaturas amenas.

Sem comentários: