16 de maio de 2008

O Insólito ou a Subjectividade do Objecto



Uma mulher nua, dormindo num sofá, retratada por Lucien Freud.

Chama-se Benefits Supervisor Sleeping, data de 1995, e foi vendido por 33,6 milhões de dólares, até agora a obra mais cara de sempre de um artista vivo.

Sue Tilley, ou "Big Sue", posou para Freud durante quatro anos, no início da década de noventa, e contou a estranheza que então sentiu ao ter de passar tantas horas nua diante do pintor.

Acrescentou: "É insólito pensar que uma pintura de mim possa valer tanto dinheiro." Pois é.

Sem comentários: